RSS

A névoa vem

24 maio
S. Quimas - Renascer: Amanhecer no Pinheiral.

S. Quimas – Renascer: Amanhecer no Pinheiral.

A névoa vem
E mansa trespassa
A copa das imensas árvores
E mergulha serena na floresta.
Meus olhos se perdem
E minha alma deles não pede resgate.
Eu devaneio
E meu espírito embevecido
Deixa-se levar.
Vivo mil abraços,
O toque de miríades de folhas,
Esvoaçando por entre os galhos.
Já não é a névoa,
Sou eu quem se esguia
Vaporosamente pela mata,
É todo o meu ser em sonho,
A por completo percorrer
As entranhas da vegetação.
Aspiro perfumes:
O odor da terra húmida,
O cítrico cheiro dos pinhais.
Tudo é eternidade
E nada mais pode me assombrar.
Permaneço em silêncio
E em minha mente uma só voz fala,
Aquela que me enleia,
A da poesia que cantam
Todas as fadas
De todo o meu mais completo delírio.

S. Quimas

 
Deixe um comentário

Publicado por em maio 24, 2016 em Poesia

 

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: