RSS

Arquivo da tag: pedras

As sombras das incertezas

Gustavo Courbet - Autorretrato

Gustavo Courbet – Autorretrato

As sombras das incertezas,
O tudo que não se declara,
O vir a ser e o nada.
Tudo vão,
Tudo imensamente nada.
O porquê de tudo,
O porquê de nada.
O simplesmente assim,
Um sem fim.
Gestos e palavras
E razão nenhuma.
Sombras de nós mesmos,
Arremedo de existências.
Dúvida e nada mais.
Por que seguir,
Se os caminhos são pedras
Que nos acutilam?
A poesia flui,
Mas eu estou paralisado.
Quem não está?
Já não ando
E nada em mim se aproveita.
Cego, já não vejo
E toda minha virtude é apenas viver.
Meus olhos se obscurecem,
Pois não veem mais.
A cegueira me domina,
Sou apenas um trôpego.
Mal caminho os horizontes indecifráveis
Da minha destruição.
Possa ser que faça canção,
Mas poesia não mais.
Tudo isso é dor,
A mais lancinante de todas
E sofro de tudo isso.
Sei de mim e nada mais.
Sei o que sofro.
E quem não?
Todos.
A diferença é que faço do sofrimento poesia.
Há quem se emocione,
Há quem objete.
Poesia é letra,
Uma infinitude de palavras
Muitas vezes sem o menor sentido.
Queria eu falar da aurora,
Mas o sol tarda em nascer.
Seria eu mais poeta
Por falar de coisas razoáveis?
Talvez melhor
Por jamais confessá-las…
Minha alma é um mundo inundado de sentimentos,
Algo tão desarrazoado,
Que jamais ciência ou filosofia
Há de resolver,
Quanto mais explorar.
A dúvida chega.
A loucura se espraia.
Serei em algum tempo razão?
Não.
Sou apenas o que sou
E nem um pingo a mais.

S. Quimas

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em fevereiro 18, 2016 em Poesia

 

Tags: , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: